2021-02-27

8 pratos típicos imperdíveis de Natal-RN

Quando pensamos no Nordeste, logo nos vem à cabeça suas praias paradisíacas, sol o ano todo e muita comida boa. A culinária é um dos símbolos mais fortes da cultura de um lugar e no Rio Grande do Norte não é diferente. O Nordeste como um todo tem na gastronomia um elo muito forte com as tradições africanas, indígenas e européias, e essa mistura de culturas resultou em pratos deliciosos e únicos.

Conheça agora alguns dos mais apreciados pratos típicos potiguares para você se deliciar em sua próxima visita a Natal. Bom apetite!

Paçoca de Carne de Sol

A carne de sol está presente em várias receitas nordestinas. É um ingrediente que tem muita história para contar: consumida há mais de 400 anos, ela leva esse nome pois antigamente a salga e a secagem ao sol era um método eficiente de conservar a carne por mais tempo. No Rio Grande do Norte, a Paçoca de Carne de Sol, um dos pratos mais populares do estado, é uma espécie de farofa feita com farinha de mandioca e pedaços de carne de sol desfiada. O tempero fica por conta de muita cebola e alho, coentro e cebolinha. Acompanha muito bem arroz branco e uma salada verde.

Bobó de Camarão

Peixes e frutos do mar são sempre atrações nos cardápios do Nordeste e em Natal a pedida é o famoso Bobó de Camarão. Existem muitas receitas deste prato em diferentes regiões do Brasil.  No Rio Grande do Norte, o Bobó de Camarão é feito a partir de uma base de purê de mandioca (ou macaxeira, como é chamada no Nordeste) super cremoso, camarões frescos, azeite de dendê e gengibre. Para decorar e deixar tudo ainda mais irresistível, camarões no leite de coco e coentro fresco para finalizar. Já deu vontade de reservar as passagens, não?

Baião de Dois

Prato típico nordestino, o baião de dois tem muitas variáveis em toda a região, mas consiste, basicamente, no cozimento primeiro do feijão e depois do arroz, na mesma panela. Como o arroz cozinha no caldo do feijão, muitas receitas também o aproveitam para cozer pedaços de carne de sol e linguiça. Finalizado, o acréscimo de queijo coalho dá aquele toque especial à receita.

Feijão Verde Cremoso

O feijão verde, também conhecido como feijão de corda e feijão fradinho, é um dos itens mais usados na cozinha potiguar. Assim como o arroz de leite, acompanha muito bem a carne de sol. Apesar de ser preparado como o feijão carioca ou feijão preto, acrescenta-se nata fresca, queijo coalho ou creme de leite. É ou não é uma tentação?

Ginga com Tapioca

Prato tradicional da praia da Redinha, a ginga com tapioca entrou para o cardápio popular dos natalenses e turistas que visitam a capital potiguar. Produzida há mais de cinquenta anos, o prato ja é considerado patrimônio da cidade. Ginga é o nome dado a um peixe da espécie Manjuba (ou Manjubinha). Parecido com a Piaba, é bastante consumido em toda a região litorânea do Brasil. Ele tem cerca de 15 centímetros de comprimento, e geralmente é servido assado na brasa ou frito. Não sabemos qual foi a tribo que criou essa mistura que os potiguares conhecem desde pequenos o prato agrada a todos.

Escondidinho

A origem do Escondidinho é incerta, mas é certo que o Nordeste acabou sendo o grande palco para essa estrela da culinária nacional. No Rio Grande do Norte, esse prato é obrigatório em praticamente todos os restaurantes e lares potiguares. A receita é simples, mas inacreditavelmente deliciosa. Um cremoso e aveludado purê de macaxeira “esconde” (daí o nome) um refogado de carne de sol ou carne seca. Para finalizar, tudo isso vai ao forno com uma generosa camada de queijo coalho para gratinar. Algumas variações do Escondidinho também podem render bons momentos à mesa: com camarão, frango desfiado, bacalhau e até carne moída. O importante é não deixar de provar essa saborosa receita!

Cuscuz Potiguar

O cuscuz é uma espécie de bolo feito a partir da massa flocada de milho. Ele é muito consumido no Nordeste e serve de acompanhamento para diversos pratos, doces e salgados. Por ser tão variável dessa forma, comer cuscuz tornou-se hábito rotineiro de qualquer nordestino e no Rio Grande do Norte ele ganha um gosto especial, substituindo a farofa convencional em diversos pratos.

Cartola

Depois de tanto prato gostoso, para fechar com chave de ouro, que tal uma sobremesa tipicamente nordestina e muito fácil de encontrar em Natal? Cartola é um doce muito popular em terras potiguares, também pudera, é um doce que mistura só ingredientes que amamos: banana, açúcar, queijo e canela. Já deu água na boca, né? As bananas são fritas ou cozidas em tiras, com uma camada de açúcar que carameliza a fruta. As tiras de bananas são cobertas por uma deliciosa camada de queijo coalho e polvilhadas com açúcar mascavo e canela. Tudo isso vai ao forno para o queijo derreter. Imagine só cartola saindo do forno com uma bola de sorvete de creme! É uma sobremesa incrível!

Para aproveitar todas essas delícias, associe-se ao Wyndham Club Brasil, o maior clube de férias do mundo e viva Natal hospedado no eSuites Vila do Mar, nosso hotel exclusivo no destino.

Quer saber mais? Clique aqui!

Compartilhe esse artigo
Artigos relacionados